« Voltar

Notícia

Debate na FEBRABAN aborda financiamento para restauração florestal

12/06/2017

CB-3545.jpg


Na segunda quinzena de maio, a Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) realizou a 51ª edição do Café com Sustentabilidade, que abordou o tema Financiamento para cadeias produtivas livres de desmatamento.

 

A programação destacou a parceria firmada com a WWF Brasil, voltada à identificação e criação de soluções conjuntas para mitigar o desmatamento ilegal, e, também, a realização de um debate sobre as formas de financiamento para a restauração florestal. Este último contou com a presença do diretor de Estratégia e Novos Negócios da Agroicone, André Nassar, junto com representantes do Banco do Brasil, Itaú BBA, Santander e Cargill.

 

“O mote deste evento está sendo puxado por várias frentes.  Entendemos que a captação de recursos para a adequação ambiental é uma demanda que crescerá consideravelmente nos próximos anos, dada à implementação do Código Florestal”, sinaliza André.

 

Na discussão, algumas questões, como as incertezas regulatórias dos instrumentos contidos no Código, ganharam maior destaque. “Isso se dá porque os atores envolvidos sentem falta de clareza quanto à aceitação dos órgãos ambientais dos Projetos de Recomposição de Áreas Degradadas e/ ou Alteradas (PRADA), que serão propostos pelos produtores e, também, a necessidade de assistência técnica para respaldá-los nestes investimentos”, pontua o diretor da Agroicone.

 

Neste sentido, é importante olhar de forma mais ampla tanto do ponto vista de oferta de financiamento quanto de sua demanda. Sabe-se que a necessidade de usar a alavanca do crédito rural para adequação ambiental é latente e, por isso, os bancos privados podem fazer a diferença, viabilizando o acesso dos produtores a tal solução. Porém, há múltiplos entraves que inviabilizam o andamento da questão. “Um deles é diversificação de protocolos utilizados pelas instituições financeiras na mensuração de riscos ambientais, outro a falta de cruzamento dos dados registrados no Cadastro Ambiental Rural (CAR) e, por fim, os obstáculos para os produtores obterem licenças e outorgas”, esclarece André.

Fonte: Redação

Autor: Agroicone

Tel: +55 (11) 3025-0500

E-mail: agroicone@agroicone.com.br

Avenida Angélica, nº 2447 conjunto 173 - Higienópolis

CEP 01227-200 São Paulo/SP - Brasil