« Voltar

Notícia

Desafios ambientais para agricultura na região de Jaú são apresentados no IV Encontro DNA

10/10/2017

IMG_20170915_142207162.jpg

De 13 a 15 de setembro, a Agroicone participou da 1ª edição do Encontro DNA Jahu: Desenvolvendo Nosso Agronegócio, realizado pela Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, na sede da Cooperativa do Jahu.

O evento, que tinha como objetivo promover o empreendedorismo, a inovação e a interação entre os elos da cadeia agrícola do município e de suas as adjacências, movimentou um grande público da região, que tem na cana-de-açúcar uma importante base da economia. 

Com expositores, estandes e palestras, o evento buscou apresentar alternativas para diversificar a produção e aumentar tecnologia em diversos segmentos, com participação de produtores, técnicos, empresas, governo e lideranças sociais. A Agroicone trouxe uma apresentação direcionada ao produtor rural, enfatizando as oportunidades e tendências na agricultura em sintonia com a sustentabilidade. “Procuramos mostrar que a forma como manejamos os recursos naturais podem trazer consequências à perenidade e lucratividade dos negócios, além dos impactos ao meio ambiente. Cada vez mais os mercados e as legislações cobram práticas de sustentabilidade do produtor e este é um caminho sem volta”, afirma Laura Antoniazzi, pesquisadora sênior da Agroicone que ministrou palestra no evento.

Complementando a questão, a pesquisadora também evidenciou a importância de boas práticas sustentáveis e o cumprimento de legislações, com destaque para o Código Florestal, que também virou um compromisso brasileiro na Conferência do Clima. “A bacia hidrográfica do Tietê/Jacaré tem 111mil ha de vegetação remanescente, 9% da sua área. Para atender por completo a Lei de Proteção da Vegetação Nativa, conhecida como o novo Código Florestal, vai ser necessário um grande esforço de restauração florestal  e, nesse sentido, é importante considerar a implantação de florestas multifuncionais, que tenham atributos ambientais, mas também produtivos”, destaca.

O painel também teve apresentação da Sociedade Rural Brasileira (SRB) e contou ainda com uma oficina prática de semeadura direta (muvuca de sementes), uma técnica de restauração florestal de baixo custo. Paolo Sartorelli, da Baobá Consultoria Florestal, explicou ao público as vantagens da técnica da muvuca frente a alternativa de plantio de mudas e relatou experiências no cerrado baiano em propriedades de soja. Na sequência das explicações técnicas, foi realizado a mistura de sementes e plantio em área experimental do evento de 200m2. Todos os presentes na oficina receberam o Guia de Plantas de Regeneração Natural do Cerrado e da Mata Atlântica, uma das publicações da Agroicone, produzida por Paolo e Eduardo Malta sob coordenação de Arnaldo Carneiro, para o projeto Iniciativa para o Uso da Terra (INPUT).

Confira abaixo a apresentação na íntegra:


Download: 171009182430_Palestra-Agroicone-DNA-15Set17.pdf

Fonte: Agroicone

Autor: Redação

Tel: +55 (11) 3025-0500

E-mail: agroicone@agroicone.com.br

Avenida Angélica, nº 2447 conjunto 173 - Higienópolis

CEP 01227-200 São Paulo/SP - Brasil