« Voltar

Notícia

Plano Safra 2018-19 traz incentivos para boas práticas e restauração florestal sugeridos pela Agroicone

06/06/2018


Foto soja.jpg

O Plano Agrícola e Pecuário 2018-19, lançado no  dia 6 de junho, em Brasília, trouxe importantes novidades para incentivar a agricultura praticada com sustentabilidade.  Por sugestão da Agroicone e de organizações parceiras, o chamado Plano Safra incluiu três mecanismos concretos de estímulo a boas práticas agropecuárias e à legalidade.
 
Primeiro, foi permitida a aquisição de insumos para recuperação de áreas de Reserva Legal (RL) e Áreas de Preservação Permanente (APP) no custeio, o que significa que o produtor poderá comprar sementes, mudas e demais atividades de restauração florestal nessa modalidade. Também incluiu uma linha de financiamento para aquisição de matrizes e reprodutores bovinos com registro genealógico, o que representa investimento em tecnologia para aumentar produtividade da pecuária. Por fim, no Programa ABC, houve um aumento do limite para R$ 5 milhões e redução de taxa de juros, colaborando para adequação ambiental das propriedades rurais.
 
Leila Harfuch, sócia-gerente da Agroicone e líder deste trabalho, comemorou o anúncio “Foi uma forte atividade de engajamento, embasado em análises das regras e dos programas em vigor. Notas técnicas com as propostas embasadas em análises econômicas foram entregues e discutidas com Ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Meio Ambiente (MMA) e Fazenda, além da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural (SEAD), Banco Central, Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia. As propostas também foram apresentadas à Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) e diversas entidades do agronegócio.
 
As propostas foram elaboradas em parceria com WWF-Brasil por meio do projeto “Oportunidades para Incorporar no Crédito Rural Requisitos e Incentivos para a Adoção de Boas Práticas de Produção”, no âmbito da Colaboração para Florestas e Agricultura (CFA), promovida pela Moore Foundation. As mudanças neste Plano Safra representam um passo concreto para a agricultura de baixo carbono, além de levantar a importância desta agenda, o diálogo e o engajamento de formuladores de políticas públicas e seus operadores, que são cruciais para que avanços de fato ocorram.

Fonte: Agroicone

Autor: Redação

Tel: +55 (11) 3025-0500

E-mail: agroicone@agroicone.com.br

Avenida Angélica, nº 2447 conjunto 173 - Higienópolis

CEP 01227-200 São Paulo/SP - Brasil