« Voltar

Notícia

O uso correto de dados na tomada de decisões

06/06/2018


Coalizao.png

Na segunda quinzena de maio, a Coalizão Brasil Clima, Floresta e Agricultura realizou, em São Paulo (SP), o evento “Agropecuária e a dinâmica de cobertura e uso da terra: dados científicos e sua aplicação”, o qual contou com a presença de Rodrigo Lima, sócio-diretor da Agroicone, como moderador de um dos painéis organizados.

O objetivo do encontro foi debater fontes de informação e conjunto de dados, bem como seu uso pelos diversos atores da sociedade, tendo como motivação a geração e interpretação de informações científicas, a disponibilização das mesmas em plataformas, o seu uso pela mídia, por investidores e para a formulação de políticas públicas.

A discussão foi exposta em quatro painéis, os quais contaram com a participação de pesquisadores de órgãos públicos e representantes de empresas, entidades, bancos e da mídia. O painel moderado por Rodrigo Lima, que abordou a comunicação e políticas públicas, teve a contribuição de Herton Escobar (repórter do jornal O Estado S.Paulo), Natália Mazotte (diretora-executiva da Open Knowledge Brasil e líder da Escola de Dados) e Raimundo Deusdará (diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro).

De acordo com o executivo, a argumentação dos participantes foi muito positiva, e permite concluir que a disseminação de dados deve ser pautada por uma análise criteriosa, visando comunicar temas complexos de maneira objetiva, que apresente os principais fatos decorrentes dos dados. “As discussões sobre uso da terra e desmatamento são um ótimo exemplo de assunto complexo que exige cuidados na hora de se fazer uma matéria. Apontar dados gerais sobre desmatamento exige, por exemplo, que se qualifique quais áreas estão sendo desmatadas, o papel dos estados para coibir desmatamento ilegal dentre outros aspectos”, afirma Rodrigo.

Neste sentido, a tomada de decisões públicas e privadas passa a ser mais consciente e estabelecida em pilares sólidos e confiáveis, rumo à uma economia de baixa emissão de carbono. “O papel da Coalizão neste evento foi fundamental, afinal é sempre importante realizar reflexões como esta e reunir os principais atores que podem aperfeiçoar a comunicação sobre temas e dados complexos. Na Agroicone, produzimos conhecimento sempre com essa visão de capacidade de propagação e compreensão dos públicos envolvidos. Isso nos gera importantes retornos e faz toda a diferença em trabalhos que envolvem engajamento de cadeias agropecuárias”, destaca.

Como contribuição adicional, a Agroicone também distribuiu três estudos aos presentes: o Guia: Programas de Regularização Ambiental (PRA), a publicação A expansão da soja no Cerrado: caminhos para a ocupação territorial, uso do solo e produção sustentável e a publicação Intensificação sustentável da pecuária no estado de Mato Grosso.

Fonte: Agroicone

Autor: Redação

Tel: +55 (11) 3025-0500

E-mail: agroicone@agroicone.com.br

Avenida Angélica, nº 2447 conjunto 173 - Higienópolis

CEP 01227-200 São Paulo/SP - Brasil